Vamos reformar o estádio

José Maria Ricciardi prometeu revolucionar Alvalade caso vença as eleições de 8 de setembro. O candidato prometeu uma “reforma no estádio”, que consigo passará a ser “inteligente, a verde e branco e com o fosso coberto”.

“As cadeiras vão ser todas verdes e o estádio digitalizado. As pessoas terão as repetições dos golos nos seus telemóveis. Terá também wi-fi e a bilhética será informatizada”, anunciou, na CMTV.Ricciardi promete ‘revolução’ em Alvalade: «Vamos reformar o estádio»

Candidato quer Alvalade “a verde e branco” e abrir as portas a que os outros candidatos se unam a si caso seja eleito.

O banqueiro, de 63 anos, está convicto que será eleito pelos sócios e, por isso, abriu portas a que os restantes candidatos se unam a si num “conselho estratégico” que pretende implementar, de forma a eliminar a “falta de coesão”, que identifica como “o grande problema do Sporting”.

“Há pessoas que são candidatas e ainda não têm idade para serem presidentes. Benedito é um grande sportinguista, com qualificações, mas ainda é muito novo. Quando ganhar, gostava que ele viesse colaborar comigo. É aplicável para Fernando Tavares Pereira ou Dias Ferreira. Frederico Varandas também pode vir. O nosso pior adversário são os grupinhos”, vincou.

Perante as críticas de que é alvo, Ricciardi diz estar-se “nas tintas” com o rótulo de ‘croquete’ e sublinha que, se for eleito, será remunerado. “Essa ideia de trabalhar pro-bono não me agrada. Quem trabalha tem de ser remunerado. E tem de haver total transparência no resto, como nas transferências”, frisou.

Deixar uma resposta